Declaração de fé da IDEPS.
No que cremos:

1. Em um só Deus
Eternamente subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Gn 1.1-26; Dt 6.4; Is 6.1-8; Mt 28:19; Mc 12:29; Jo 1.1-3; Jo 12.36-42; Atos 28.24-27; At 17.24-29; Cl 1.15-17, 19; I João 5.1-13; Hb 11.3.

2. Que Jesus Cristo:
É o unigênito de Deus, seu nascimento foi virginal e em carne, sua morte substituta e expiatória, sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus e hoje está assentado à destra do Pai como o intercessor.

Is 7.14; Pv 28.13; Lc 1.35; Lc 3.23; Jo 1.14; At 1.9; e At 3.19; Rm 3.23; Rm 8.34; Ef 2.8.

3. Que o Espírito Santo:
É soberano e sobrenatural com o Pai e o Filho, que nos convence do pecado, nos regenera e nos santifica, transforma o nosso corpo em santuário e habitação de Deus. Que podemos resisti-lo ou sermos cheios d’Ele, que é nosso intercessor espiritual e nos assiste em nossas fraquezas e que o faz intensamente; eficazmente e nos dá vitória sobre o pecado. É a fonte da vida abundante e a garantia da nossa Salvação e é o selo: Propriedade, da Inviolabilidade e da Autenticidade e é quem nos dá poder.

Jo 16:9; Jo 3:5,8; Tt 3:5; Ez 37; Lc 3:3-6; 2 Ts 2:13; 1 Co 6:11; Ef 1:4; 1 Co 6:19; Rm 8:26-27; Gl 5:16,24; Jo 7:37-39; Ef 1:13-14; Lc 3:16; 3:21-22; 4:1; 4:14; 4:17-18; 24:49; At 1:3-5,8; 2:4; 4:8; 4:31; 1 Co 2:3-5; 1 Ts 1:5; Ef. 5:18; Atos 6:10.

4. Na Bíblia Sagrada:
E na inspiração verbal e plenária da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.

2 Tm 3.14-17.

5. Que o pecado:
Alcançou a todos, todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, e somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo pode restaurá-los a Deus.

Rm 3.23; At 3.19.

6. Que a justificação:
É a bondade de Deus e que o novo nascimento acontece pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do reino dos céus.

Jo 3.3-8; Jo 14.16-17; Jo 14.26; Rm 5.1-2; Tt 3.4-5, Cl 2.13-17.

7. Na salvação:
Presente e perfeita na eterna justificação da alma recebida gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor do perdão dos pecados.

At.10.43; Rm 3.24-26; Rm 10.13; Hb 5.9 e Hb 7.25.

8. Em duas ordenanças do Senhor Jesus:
Batismo e Santa Ceia: O Batismoem águas por imersão do corpo inteiro uma só vez como testemunha de arrependimento, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo aos que querem segui-lo, sendo o símbolo do início da vida cristã. Já a Santa Ceia é a permanência do crente em Jesus, sendo um Memorial, onde o pão e o vinho são representações do corpo e do sangue de Cristo. O Senhor se faz presente em todo momento que nos reunimos em Seu nome. Contudo, ao aceitar a Jesus o novo-convertido já faz parte do corpo, a igreja.

Mt 18.20; Mt 28.19; Jo 6.53-58; Rm 6.1-6; Cl 2.12; I Co 11.23-26.

9. No batismo no Espírito Santo:
Que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com evidência no falar em outras línguas, à medida que o Espírito Santo conceder e que o falar em línguas estranhas é a evidência física inicial do Batismo no Espírito Santo.

At 1.5; At 2.3-4; At 10.44-46; At 19.1-7; 1 Co 14.39 e 1 Co 14.22.

10. Nos dons espirituais:
Distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme sua soberana vontade, na cura divina para todos, através da expiação do sangue de Jesus.

Isaías 53:5; 1 Co 12:1-12; Tg 5.14-16.

11. Na santificação:
Como um mandamento e necessidade para uma vida, através obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, pelo poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, a ser buscada continuamente, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo, sendo alcançando sua plenitude nos céu.

Jo 16.8-11; Ro 5.2; 1 Pe 1:15; Hb 9:14 e Hb 12.14.

12. Na segunda vinda:
Pré-milenar de Cristo, em duas fases distintas:
Primeira– invisível ao mundo, para ressurreição dos que morreram em Cristo e para, simultaneamente, arrebatar os santos vivos da sua Igreja fiel da terra, para se encontrar com Ele nos ares antes da grande tribulação; Segunda– visível e corporal, com sua Igreja, para reinar sobre o mundo durante mil anos.

2 Co 5.10.

13. No Tribunal de Cristo:
Onde cristãos comparecerão ante o Senhor Jesus Cristo, para julgamento de suas obras, distribuídas simbolicamente em seis categorias “ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno e palha” e receberão a recompensa dos seus atos em favor da causa de Cristo na terra.

Is 7.14; Pv 28.13; Lc 1.35; Lc 3.23; Jo 1.14; At 1.9; e At 3.19; Rm 3.23; Rm 8.34; Ef 2.8.

14. No juízo vindouro:
Com a ressurreição e transformação do Corpo, onde o Senhor Jesus justificará os fiéis dando a vida eterna de gozo e de felicidade aos justos e condenará ao castigo eterno os ímpios e infiéis com tristeza e tormentos eternos.

Mt 25.46; Jo 5.28-29; I Co 15.51 e 52; 1 Ts 4.16 e ; Rm 8.11 e Ap 20.11-15.