PROJETANDO 2018: Restauração de gerações

O homem nobre projeta coisas nobres e nelas persistirá. (Is 32.8). 

A despeito de sabermos que Jesus voltará em breve para buscar sua igreja, devemos fazer planos de acordo com a vontade do Senhor e porfiar por sua realização. Enquanto trabalhamos nesses projetos é importante nos fortalecermos com ânimo e com as promessas divinas.

E o encorajamento de hoje veio por meio do pastor Marcelo Costa que, inspirado pelo Espírito Santo, ministrou uma palavra objetiva, com base em Ml 4. 5,6, a qual afirma que Deus nos enviará o espírito de Elias para realizar algo que homem algum pode fazê-lo: Restaurar a harmonia entre as gerações conforme os princípios do Senhor, convertendo o coração dos pais aos filhos e do mesmo modo, dos filhos aos pais. 

Essa promessa abrange não apenas o convívio familiar, mas alcança todo o âmbito de autoridade, não apenas do ponto de vista de liderança, como também do liderado de modo geral.

Uma vez que as filosofias regentes dos comportamentos das pessoas no mundo estão sob a égide do maligno, as quais inculcam nos desavisados pensamentos contrários aos princípios estabelecidos pelo criador, observamos um crescente grau de rebeldia nos indivíduos. São filhos contra os pais, pais contra os patrões, patrões contra os governos e etc. 

Porém a igreja de Jesus não deve fazer parte disso, porque Deus instituiu os princípios éticos, morais e sociais,relatados nas Escrituras, para que haja harmonia e crescimento humano. 

O cumprimento dessa palavra é tão relevante para Deusque Ele promete enviar o Seu Mensageiro para restaurar a harmonia familiar a fim de evitar a ira divina ferindo a terra com maldição. (v. 6).

O ministrante destacou, ainda, algumas características de lares em que a autoridade foi resgatada, a saber: lugar de pessoas frutíferas; o futuro delas é promissor; o legado espiritual é garantido; há provisão e abrigo; o amor é mútuo; a honra está sempre presente. Essa é a idéia divina de lar.

Portanto, com vistas de um novo tempo para nós, ao lado dos nossos, chamemos a presença do Grande Eu Sou, contemos a Ele as nossas dores e rogamos-lhe que restaure nossas gerações que, porventura estejam em ruptura com o Eterno e, certamente, o Senhor nos fará sonhar e realizar.

"

© Copyright 2012/2016 - IDEPS | Todos os Direitos Reservados.